imagem top

2019

ANUÁRIO DO HOSPITAL
DONA ESTEFÂNIA

CHULC LOGOlogo HDElogo anuario

CURSOS SATÉLITE

Fundamentação
A asma é uma doença inflamatória crónica brônquica, cuja prevalência tem aumentado nos últimos anos. A abordagem do doente com asma deve ser sistematizada de modo a permitir um diagnóstico correto, bem como a escolha da terapêutica mais adequada. A agudização da asma é um motivo frequente de recorrência ao Serviço de Urgência e a sua correta abordagem permite um aumento da sobrevida destes doentes.

Fundamentação
As urgências /emergências neurológicas são comuns num Serviço de Urgência (SU) de Pediatria (2,5 a 5% do total de urgências) e habitualmente motivo de ansiedade não só para os pais como para os profissionais que as recebem.
A história clínica e o exame objectivo, incluindo uma boa observação neurológica, são as duas ferramentas essenciais na triagem de situações neurológicas graves num SU pediátrico.
A identificação destas situações clínicas e o conhecimento da sua evolução são fatores fundamentais para elaboração dos diagnósticos diferenciais de modo a orientar o pedido de exames complementares de diagnóstico e a escolha da terapêutica mais adequada, para manter a integridade do sistema nervoso ou reverter /minimizar lesões já ocorridas.

Estudos observacionais em âmbito hospitalar. Dar o passo em frente: de estudos descritivos à análise de hipóteses

Fundamentação
A aquisição do conhecimento científico original baseia-se na observação, na reflexão e na experimentação.
A investigação clínica, particularmente a de iniciativa do investigador no âmbito das instituições prestadoras de cuidados de saúde, visa compreender melhor os doentes e as doenças, as formas de alterar a sua história natural e como melhor organizar e prestar tratamentos e cuidados.
Neste contexto, a investigação clínica não é uma oportunidade, mas sim uma necessidade, com responsabilidade partilhada pela instituição e pelos profissionais.
Para além do estudo clínico com intervenção, ou ensaio clínico, um passo fundamental para a avaliação dos potenciais efeitos benéficos e dos riscos de intervenções em saúde, com finalidade de prevenção, tratamento ou reabilitação, também os estudos observacionais têm um papel essencial, particularmente quando possuem carácter analítico (explicativo).
A realização de estudos clínicos analíticos observacionais é geralmente da iniciativa dos investigadores, maioritariamente clínicos com pouca experiência ou conhecimentos específicos na concepção, no desenho e na execução destes estudos.
No entanto, eles são fulcrais, pois têm a percepção clínica da sua importância.
A diversidade dos contextos e dos âmbitos a estudar usando esta abordagem requer algum conhecimento metodológico específico, assim como o cumprimento de requisitos éticos, organizacionais e legais.
O Centro de Investigação do CHULC está vocacionado para apoiar estudos clínicos da iniciativa dos investigadores.

Fundamentação
A estabilização do doente crítico é fundamental na abordagem inicial e no prognóstico de qualquer doente, independentemente do local onde essa necessidade se verifica.É um momento em quem o conhecimento prévio das atitudes, protocolos de atuação e técnicas de execução dos procedimentos necessários é fundamental, devendo ser treinada previa e regularmente.
Pretende-se que os formandos obtenham os conhecimentos teóricos e uma primeira abordagem o treino prático, necessários à estabilização do doente critico/instável, na idade pediátrica.

Fundamentação
A dor é um sintoma frequentemente subdiagnosticado e subtratado na prática clínica em pediatria. Isto acontece, não só pela dificuldade na avaliação da dor nesta faixa etária, mas também porque subsistem muitos mitos sobre o seu impacto na saúde da criança. Estudos recentes comprovam os efeitos deletérios da dor e os benefícios a curto e longo prazo do seu tratamento e controlo. A sensibilização e formação dos profissionais de saúde nesta área, fazem parte da estratégia para resolução deste problema.