imagem top

2018

ANUÁRIO DO HOSPITAL DONA ESTEFÂNIA
REPOSITÓRIO MÉDICO CIENTÍFICO

logo chlclogo HDElogo anuario

HIPOTRANSPARÊNCIA PULMONAR – DA PNEUMONIA À EVENTRAÇÃO

Maria Luís Sacras¹; Maria Knoblich²; Alex Figueiredo3; Cristina Borges²; António Bessa Almeida3

1 - Área de Pediatria Médica, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE, Lisboa
2 - Serviço de Cirurgia Pediátrica, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE, Lisboa
3 - Serviço de Pediatria Médica, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE, Lisboa

- Poster com Discussão, 15º Congresso Nacional de Pediatria

Introdução: A eventração diafragmática congénita pode apresentar-se como um quadro de dificuldade respiratória nas primeiras horas de vida ou ser assintomática. Caso Clínico: Um lactente de 5 meses, sexo masculino, recorreu ao Serviço de Urgência do Hospital Dona Estefânia por febre, vómitos, irritabilidade e gemido. Apresentava SaO2 93%, tórax em quilha com assimetria por protusão à direita, que agravava com o choro, polipneia com tiragem global moderada; na auscultação pulmonar, assimetria do murmúrio vesicular por diminuição à direita, macicez à percussão, sem ruídos adventícios. Realizou avaliação analítica, destacando-se leucocitose (24 300/uL) com neutrofilia (42,5%) e linfocitose (49,9%) absolutas, plaquetas 1034 000/uL; PCR 16,9 mg/L, sem outras alterações. Realizou radiografia de tórax que revelou presença de hipotransparência homogénea nos 2/3 inferiores do campo pulmonar direito, com convexidade superior e horizontalização dos 4º-6º arcos intercostais direitos. Admitiu-se pneumonia lobar com fina lâmina de derrame e hipoxémia, pelo que ficou internado para monitorização clínica e cumprimento de antibioterapia ev. No 2º dia de internamento, por se constatar dissociação clínica-analítica-radiológica, foi pedida ecografia torácica, com imagem compatível com possível eventração. Fez TAC torácica que confirmou o diagnóstico. Da avaliação complementar efectuada, destaca-se ecocardiograma, sem alterações. No 14º dia de internamento foi submetido a cirurgia (plicatura diafragmatica), sem intercorrências. No pós operatório mantinha ainda um grau ligeiro de assimetria torácica à direita.

Conclusões: Este caso clínico demonstra a importância da correlação clínica, analítica e imagiológica na avaliação de lactentes com quadros clínicos compatíveis com pneumonia.

Palavras Chave: Eventração Diafragmática Congénita, Pneumonia