imagem top

2020

ANUÁRIO DO HOSPITAL
DONA ESTEFÂNIA

CHULC LOGOlogo HDElogo anuario

Encavilhamento elástico de lesões osteolíticas no terço proximal do fémur em idade pediátrica – Experiência do serviço

Joana Ovídeo, Rita Jerónimo, Sofia Silva, João Lameiras Campagnolo, Delfin Tavares, Manuel Cassiano Neves

Serviço de Ortopedia Pediátrica do Hospital de Dona Estefânia. Centro Hospitalar de Lisboa Central, Lisboa

Congresso Nacional  SEOI Guimarães, 6-8 Março 2013

Resumo: As lesões osteolíticas, em idade pediátrica, têm diferentes etiologias e, apesar de benignas, podem fragilizar a estrutura óssea facilitando o aparecimento de fraturas patológicas. O tratamento cirúrgico destas lesões no terço proximal do fémur pode ser profilático, na prevenção da fratura patológica, ou terapêutico, na consolidação da fratura e eventual cura da lesão primária. O encavilhamento isoelástico, segundo Métaizeau, implica uma abordagem cirúrgica mínima; com resultados previsíveis e reprodutíveis, permitindo uma mobilização precoce sem necessidade de outro tipo de imobilização. Este trabalho tem como objetivo avaliar os resultados do encavilhamento femoral, profilático ou terapêutico, em doentes com lesões osteoliticas proximais do fémur.