imagem top

2020

ANUÁRIO DO HOSPITAL
DONA ESTEFÂNIA

CHULC LOGOlogo HDElogo anuario

CORONAVIRUS NA POPULAÇÃO PEDIATRICA/CORONAVIRUS IN A PEDIATRIC POPULATION

Maria do Rosário Stilwell (1), Pedro Oom Costa (1), Rita Corte-Real (2), Maria João Brito (1).

1 - Unidade de Infeciologia, Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, Lisboa
2 - Serviço de Patologia Clínica, Hospital de São José, Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, Lisboa

- 37º Encontro anual da Sociedade Europeia de Doenças Infeciosas Pediátricas – Sociedade Europeia de Doenças Infeciosas Pediátricas, Internacional (Ljubljana – Eslovénia)/37º Annual Meeting of the European Society for Paediatric Infectious Diseases – European Society for Paediatric Infetious Diseases. (Ljubljana –Slovenia).
- Poster com discussão.

Introdução: Os coronavírus humanos (HCoV) são um grupo de vírus identificado em infeções respiratórias mas também em gastroenterites em crianças jovens. Os serotipos HCoVNL63 e HKU1 são vírus emergentes pouco caracterizados na população pediátrica.
Métodos: Estudo descritivo das infeções por coronavírus em crianças hospitalizadas entre 2015 e 2018. O HCoV-RNA foi detetado por RT-PCR de secreções respiratórias. Analisados parâmetros demográficos, clínicos e laboratoriais.
Resultados: Foi identificado coronavírus em 147 (4%) de 3509 amostras: HCoV-OC43 (65), HCoV-NL63 (33), HCoV-HKU1 (26), HCoV-229E (20), serotipos não tipáveis (3). O maior número de casos ocorreu em 2016/2017 (63,9%), de Dezembro a Abril (78%) com pico em Março (20%). Mediana de idades 1 ano. 69/147 (46,9%) dos doentes tinha patologia crónica de base: neurológica (21), atópica (22), respiratória (10), cardíaca (10), hematológica (10) e outras (30). Os diagnósticos associados foram infeção das vias aéreas superiores (54), bronquiolite (44), pneumonia viral (24), meningoencefalite (8), gastroenterite (11) e convulsão febril (5). 26,5% tiveram sobreinfeção bacteriana - pneumonia (23) e otite média aguda (16) - e 39% outras complicações: hipoxemia (44) e insuficiência respiratória aguda (14). 10,2% com necessidade de CI e 10/15 eram doentes com patologia crónica. Documentou-se coinfecção em 80,9%: rhinovirus (41), adenovirus (34), VSR (30), bocavirus (25), parechovirus (21), metapneumovirus (12), influenza A/B (10), parainfluenza (10) e enterovirus (2). A media de permanência hospitalar foi 7 dias. As infeções por HCoV-NL63 e HCoV-HKU1ocorreram em doentes com patologia crónica em 21,7% e foram associadas a complicações em 43%.
Conclusão: Os HCoV foram pouco frequentes na população estudada mas poderão estar associados a complicações em doentes mais jovens e em doentes crónicos. Os serotipos emergentes foram associados a mais complicações, particularmente se doença crónica. O papel das coinfecções não está bem estabelecido.
Palavras Chave: Coronavirus.

Introdution: Human coronaviruses (HCoV) are a group of virus identified in respiratory infections, but also in enteritis and colitis in younger children. The HCoVNL63 and HKU1 serotypes are emergent virus but poorly characterized in the pediatric age.
Methods: Descriptive study of coronavirus infection in children hospitalized between 2015 and 2018. HCoVRNA was detected by RT-PCR of respiratory secretions. Demographic, clinical and laboratory parameters were studied.
Rresults: Coronavirus was identified in 147 (4%) of 3509 samples: HCoV-OC43 (65), HCoV-NL63 (33), HCoV-HKU1 (26), HCoV-229E (20), and non identified serotype (3). The highest number of cases occurred in 2016/2017 (63,9%), between December and April (78%) with peak in March (20%). Median age was 1 year old. 69/147 (46,9%) children had underlying chronic disease: neurological (21), atopic (22), respiratory (10), congenital heart (10), hematologic (10) and others (30). The diagnosis were upper respiratory infection (54), bronchiolitis (44), viral pneumonia (24), meningoencephalitis (8), gastroenteritis (11) and febril convulsion (5). 26,5% had bacterial secondary infection: pneumonia (23) and acute otitis media (16) and 39% others complication: hypoxemia (44) and acute respiratory insufficiency (14). 10,2% were admitted to the ICU and 10/15 were chronical patients. Co-infection occurred in 80,9% cases: rhinovirus (41), adenovirus (34), RSV (30), bocavirus (25), parechovirus (21), metapneumovirus (12), influenza A/B (10), parainfluenza (10) and enterovirus (2). The median of hospitalization was 7 days. HCoV-NL63 and HCoV-HKU1 infections occurred in underlying chronic disease (21,7%) and were associated with complications (43%).
Conclusions: HCoVs were infrequently detected in the studied population but may have significant complications associated at younger ages and chronic disease. Emerging new viruses have been associated with more complications mainly in chronic disease. The role of coinfections is not yet well established.
Keywords: Coronavirus